O câncer de ovário e câncer hereditário

O câncer de ovário e câncer hereditário câncer de mama e ovário hereditário gene BRCA1 BRCA2

Quando se ouve falar em câncer hereditário, sempre se fala nas síndromes de predisposição ao câncer, em especial a síndrome de Li-Fraumenni, o câncer gástrico difuso hereditário e o câncer de mama e ovário hereditário.

No complexo do câncer de mama e ovário hereditário, muito se fala sobre o câncer de mama, inclusive há um mês (outubro-rosa) de conscientização para este câncer, entretanto pouco se fala sobre câncer de ovário.

O câncer de ovário é uma doença que afeta as mulheres. Neste, certas células do ovário se tornam anormais e se multiplicam incontrolavelmente para formar um tumor. Os ovários são os órgãos reprodutivos femininos em que as células do óvulo são produzidas. Em cerca de 90% dos casos, ocorre após os 40 anos, em especial após os 60 anos.

Nos critérios de pesquisa de câncer hereditário, um dele seria aparecimento de câncer raro, sendo o câncer de ovário uma de suas indicações. Enquanto o câncer de mama é o mais comum nas mulheres, menos de 1% das mulheres irão desenvolver este tipo de tumor.

Alguns tipos de câncer de ovário podem se manifestar em grupamentos dentro de uma mesma família. O câncer hereditário hereditários está associados a mutações genéticas, em especial aos genes BRCA1 e BRCA2. A idade de aparecimento do câncer de ovário na sua forma hereditária é em torno da terceira e quarta década de vida.

Em seus estágios iniciais, o câncer de ovário geralmente não causa sintomas perceptíveis. Infelizmente não há rastreamento eficaz para este tipo de câncer, a ultrassonografia transvaginal, quanto se suspeita da condição, já está em estado avançado.

À medida que o câncer avança, podem aparecer sinais e sintomas. Porem estes são inespecíficos, e muitas confundem-se com outras doenças mais comuns. Apresentar esses sintomas não significa que uma mulher tenha câncer de ovário.

Exemplos de sintomas associados: dor ou sensação de peso na parte inferior do abdômen, inchaço, sensação de saciedade ao comer, dor nas costas, sangramento vaginal entre períodos menstruais ou após a menopausa ou mudanças nos hábitos urinários ou intestinais.

O câncer de ovário pode ser difícil de tratar, visto que, muitas vezes, é diagnosticado tardiamente. O ideal é sempre realizar acompanhamento periódico com ginecologista, e em caso de muitos familiares com câncer, buscar um médico geneticista para realização do aconselhamento genético.

Caio Graco Bruzaca

Author Caio Graco Bruzaca

Médico geneticista pela Unicamp e Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM). Especialista em genética de casais (perda gestacional recorrente, infertilidade, casais de primos), medicina fetal, oncogenética e doenças raras.

More posts by Caio Graco Bruzaca

Leave a Reply